Início / Resenhas / Literatura Estrangeira / Resenha | Um de Nós, de Åsne Seierstad

Resenha | Um de Nós, de Åsne Seierstad

Um-de-Nós-202x300 Resenha | Um de Nós, de Åsne SeierstadTítulo: Um de Nós

Autora: Åsne Seierstad

Editora: Record

Páginas: 560

Gênero: História, Documentário

Fonte: Cortesia da Editora

Skoob

Compre aqui

Sinopse (Fonte: Skoob) Investigadora de rara habilidade, correspondente internacional consagrada, Åsne Seierstad passou anos escrevendo sobre as pessoas envolvidas em conflitos violentos ao redor do mundo. Agora, pela primeira vez, a autora de O Livreiro de Cabul dedica-se a reportar o terror dentro do seu próprio país e o faz por meio de pesquisa primorosa e de entrevistas e depoimentos exclusivos e inéditos. O resultado é a reconstrução detalhada e espantosa do maior atentado da história da Noruega, aquele que, em 22 de julho de 2011, vitimou 77 pessoas e impôs as questões fundamentais Como isso pôde acontecer? Por quê? E quem era Anders Behring Breivik, o assassino? brilhantemente enfrentadas por Åsne Seierstad neste livro.

RESENHA

Em 22 de julho de 2011 Anders Behring realizou um atentado na Noruega que dizimou 77 pessoas. Este foi o maior atentado que aquele país sofreu em toda sua história. Neste livro Åsne Seierstad apresenta não só o atentado como toda a vida do assassino, desde seus antepassados. Sua pesquisa foi esplêndida. Conhecemos detalhes de todo o cenário que culminou naquele dia fatídico e caminhamos no desdobrar de situações que não justificam de forma alguma, mas embasam o comportamento.

Eu sempre acreditei que ninguém neste mundo é ruim por natureza. Pode ser que um dia eu venha a ter minha opinião mudada em função de alguma situação que por ventura venha a enfrentar. Mas até hoje as minhas certezas quanto a isso sempre foram corroboradas pelos fatos. Para mim, cada pessoa age de uma forma diferente diante dos desafios pelos quais passa, e esta ação / reação é moldada por questões neurais e físicas. Estes dois aspectos se juntam e determinam suas atitudes no futuro. Com este pensamento eu acredito que toda maldade que qualquer ser humano é capaz de cometer vem amparada por uma infinidade de fatos. Fatos moldam a atitude, ainda que da forma mais inconsciente possível.

Nas primeiras páginas de Um de Nós a autora relata com detalhes a parte – a meu ver – mais angustiante de todo o atentado. Confesso que me senti amargurada e dolorida lendo aquelas páginas. Ainda mais em se tratando de fatos. Mesmo que sem querer nos questionamos: Por quê???. Pois bem, como que levando em conta a minha crença de que situações levam a atitudes muitas vezes sórdidas, a autora usa todas as páginas seguintes do livro apresentando o assassino. Quem era aquele homem e por que ele agiu daquela forma?

Apesar de ser um livro histórico, meio que próximo a um documentário, a leitura é ágil e fluída. Os relatos e apresentações que a autora faz não são em nenhum momento cansativos ou enfadonhos. Nas páginas em que a autora relata o passo a passo de Anders no dia 22 de julho a sensação é palpitante!

Não posso comentar muito sobre a personalidade de Anders sem correr o risco de soltar spoilers indevidos, mas posso dizer que comportamentos compulsivos são sempre sinal de que alguma coisa não vai bem. Anders era compulsivo com quase tudo que ele se relacionava, desde pichações até política e religião, passando por jogos de vídeo-game.

A vida fora do quarto estava se desfazendo.

Mas lá dentro o jogo continuava.

Para o jogo não há fim.

Uma noite, depois de uma campanha, ele ficou conversando com um jogador que estava pensando em parar. Precisava retomar sua vida real, disse ele. Anders admitiu que estava pensando a mesma coisa. Ele logo pararia, disse.

Mas ele não parou.

Ele continuou no quarto.

Temporariamente, dissera ele. Cinco anos, ele ficaria sentado.

Cinco anos diante da tela.

Um tônico para sua depressão.

Se você se interessa por história, por fatos e dados, gosta de ir fundo em investigações e busca de informações, se gosta de enxergar o quebra-cabeças montado com todas as suas peças, por favor, leia este livro! É um deleite, apesar de tema tão pesado e dolorido. Åsne não poupou esforços para apresentar todos os detalhes desta história e o fez com incrível maestria. É, sem dúvida, uma obra de arte investigativa e literária.

Em se tratando da edição posso dizer que não há ressalvas. Desde a capa até tamanho de fonte utilizada, tudo está impecável. Parabéns à Record que ofereceu à obra o cuidado que a mesma merecia.

 

Sobre Nadja Moreno

Administradora, professora, blogueira, mãe, leitora voraz. Muitas facetas, uma só alma. Sonho com um país mais leitor, mais crítico, mais evoluído e altruísta.

Veja Também

Resenha | O Quinto Evangelho, de Ian Caldwell

Título: O Quinto Evangelho Autor: Ian Caldwell Editora: Record Páginas: 560 Gênero: Thriller Investigativo Fonte: …

Resenha | Sra. Poe, de Lynn Cullen

Título: Sra. Poe Autora: Lynn Cullen Editora: Bertand Brasil Páginas: 400 Gênero: Romance Fonte: Cortesia …

Resenha | Grito, de Godofredo de Oliveira Neto

Título: Grito Autor: Godofredo de Oliveira Neto Editora: Record Páginas: 160 Gênero: Romance Fonte: Cortesia …

Deixe uma resposta

Loading Disqus Comments ...
Loading Facebook Comments ...
Pular para a barra de ferramentas