Início / Resenhas / Literatura Estrangeira / Resenha | Você não precisa ser um tubarão, de Robert Herjavec

Resenha | Você não precisa ser um tubarão, de Robert Herjavec

Tubarão-EscrevArte-210x300 Resenha | Você não precisa ser um tubarão, de Robert HerjavecTítulo: Você não precisa ser um tubarão – Crie o seu próprio sucesso

Autor: Robert Herjavec

Editora: Primavera Editorial

Páginas: 272

Gênero: Negócios, Autoajuda

Fonte: Cortesia da Editora

Compre aqui

Sinopse: Muitas pessoas assumem que a capacidade de vendas eficazes exige uma personalidade única e uma atitude agressiva. Isso nem sempre é verdade, e Robert Herjavec é a prova viva. Conhecido como o “Bom Tubarão” no seriado Shark Tank – Negociando com Tubarões, da ABC, Robert Herjavec é amado pelos telespectadores, conquistando diversos fãs por meio de sua personalidade. Robert desenvolveu uma abordagem honesta e legítima para a vida e também para as vendas, isso é o que o diferencia de seus colegas de profissão e recompensou-o com um grau de riqueza medido em centenas de milhões de dólares. Em Você não precisa ser um tubarão, Robert transcende técnicas de vendas puras e ensina “pessoas não comerciais” o que elas precisam saber para vender não apenas objetos, mas a si próprio com sucesso. O sucesso está armazenado dentro de cada um e, para atingir os nossos objetivos, temos de ser capazes de nos comunicar com os outros, nos posicionar e até mesmo olhar para o lado. A filosofia de Robert é simples: os grandes vendedores são feitos, não nascem, e ninguém consegue sucesso na vida sem saber como vender. Divertido, esclarecedor e eficaz, Você não precisa ser um tubarão revelará os segredos de um dos empresários mais bem-sucedidos da América do Norte. Robert Herjavec é uma das estrelas do programa Shark Tank – Negociando com Tubarões.

RESENHA

Logo no início de: Você não Precisa ser um Tubarão – crie seu próprio sucesso, nos deparamos  com um conselho que certamente já ouvimos algumas vezes, principalmente de nossos pais, os nossos maiores encorajadores na vida, que podemos ser o que quisermos… desde que nos esforcemos para isso, e assim, logo de cara, percebemos que há controvérsias, não que a ideia do livro seja fazer com que você desacredite em tudo o que já ouviu, principalmente, não que o livro tenha a finalidade de te fazer repensar nos conselhos dados à você em toda sua existência, nem que a intenção seja dizer que seus pais não sabiam de nada quando te diziam isso, mas sim, te fazer perceber que para tudo há limitações! E isso não quer dizer que você deva deixar de acreditar em seus sonhos e continuar lutando por eles, mas sim que existem coisas que não podemos mudar, como dito no livro, há impossibilidades geográficas ou até mesmo físicas que te impedem de chegar lá.

Assim começamos nossa excursão para dentro desse livro incrível, que vai te fazer ampliar sua mente em relação a tudo o que possa já ter ouvido falar sobre vendas, afinal, depois de ler esse livro, você realmente vai entender que tudo o que nos rodeia nada mais é que vendas, acredite, você depois dessa leitura você vai pensar como eu penso agora!

Robert Herjavec – o Tubarão gente fina – filho único de pais muito simples, foragidos da Croácia, pelo fato de ser um preso político nos conta como se deu sua trajetória desde quando desembarcou no Canadá. Cresceu vendo seu pai se esforçar trabalhando pesado para que nada faltasse em casa, até que chegou em terceiro lugar num concurso na escola e isso lhe rendeu uma bolsa de estudos na faculdade para o curso de Contabilidade… mas apenas seis meses depois de começar o curso, ele decidiu que já tinha dado para ele, resolveu por sua conta e risco parar com o curso e trilhar outros caminhos, porém a expectativa foi bem diferente da realidade, uma vez que numa bela tarde de descanso, deitado no sofá seu pai chegou e perguntou o que estava fazendo em casa, e antes mesmo dele tentar convencer o pai, a ameaça já estava feita e caso ele não voltasse para a faculdade, poderia acontecer de ele perder a vida, e seu pai ameaçou ainda de enterrá-lo no fundo do quintal! Rsrsrsrs

Robert voltou à faculdade e entendeu que o que seu pai havia feito era nada menos que vender o seu ponto de vista, e Robert comprou!

Mas então como que um empreendedor de sucesso, um cara famoso que sai em capas de revistas e está sempre na tv, conseguiu chegar nesse ponto? Como chegou ao topo? Com certeza a sua carreira começou  quando descobriu que o mundo não lhe devia nada… e num pior momento quando se viu desempregado e cheio de contas a pagar foi obrigado a arriscar, e assim resolveu criar sua empresa, pondo em prática sua maior paixão, as vendas.

Interessante notar as referências feitas entre vendas e tudo o que nos rodeia, Robert Herjavec acredita que em nosso trabalho devemos acima de tudo encontrarmos motivos para nos orgulharmos do que fazemos, caso contrário melhor mudar de empresa, ou até mesmo de ramo. A motivação tem que existir, e a diversão tem que fazer parte de nossos dias.

No decorrer do livro encontramos uma verdadeira cartilha que ensina  o caminho das pedras para quem quiser tentar uma carreira com sucesso no ramos das vendas. Com dicas valiosas e frases que te fazem mergulhar para dentro de si e que provocam uma autoanálise e a partir disso, você vai conhecendo os limites de uma carreira que pode ser muito promissora e talvez não tão assustadora quanto parece. Vender pode ser fácil, desde que você se dedique com verdade a essa profissão. Afinal, como acredita o autor, ninguém nasce um vendedor, mas podemos nos tornar um!

Além de muitas dicas, o livro ainda nos trás  conselhos como: Caso sua vontade seja ser um empreendedor, tenha em mente, antes mesmo de abrir a empresa que algumas coisas, muito importantes, terão que ser deixadas de lado, pelo menos nos primeiros 12 meses da empresa… família, encontros sociais, aquele hobby… entre tantas coisas, tenha em mente que a sua empresa terá que vir em primeiro lugar.

De quebra, orientações  valiosíssimas para quem está à procura de uma nova oportunidade no mercado de trabalho, o que fica gravado na mente é que nesses momentos, nós estamos nos vendendo, portanto somos o “produto” que está sendo exposto para um possível comprador – leia-se “chefe”, e que para isso, há muitos fatos que podem manchar a sua tentativa de um novo emprego, como um exemplo que pode parecer bobo, mas as fotos expostas no facebook, podem ser fundamentais para a possível contratação… ou não. Ou como pedir um aumento, até mesmo como lidar com invejosos, ou melhor ainda… como evitar de atraí-los.

Entre tantos assuntos, uma obra tão dinâmica quanto educativa, e com um final que me emocionou, onde Robert Herdjavec divide uma experiência incrível e muito comovente, é um livro que realmente me conquistou,  recomendo com toda certeza!

Minha opinião: Confesso que quando tive a oportunidade entre ler ou não este livro, tive minhas dúvidas, e confesso ainda mais que foi por um motivo tão fútil quanto preguiçoso. Imaginei que seria um pouco taxativo, depois de ter cursado administração, trabalhar na área, e acredite, sou apaixonada pelo que faço, apenas estava em dúvida, porque quando leio, quero me desligar um pouco de tudo, e viajar para outros mundos, outras profissões, encarnar outras vidas, enfim… faço o que acredito eu, a maioria dos leitores compulsivos também fazem. Sorte a minha que decidi o contrário, e sim, foi um grande prazer!

Um livro que reforçou a minha paixão pela profissão que escolhi, onde habilidades e competências são descritas com tanta clareza que te faz ver a importância de saber administrar tudo o que está ao seu redor.

Mas não é só isso, a grande variedade de assuntos é deliciosa, o autor consegue ir e vir nos temas com tanta perícia, que você se sente como se estivesse batendo um papo gostoso com Robert Herjavec.

Página pós página vamos conhecendo um pouco de cada coisa, como por exemplo um passeio deliciosos pelos bastidores do programa Negociando com Tubarões, desde como é montado o programa, a equipe, como são selecionados os participantes (achei engraçado saber que alguns não entram pelo simples fato de serem chatos), até o tempo de cada entrevista – são longas – mas o legal mesmo foi descobrir que o programa ( que ainda não havia assistido nenhum episódio), não é um programa de negócios mas sim um reality sobre norte americanos que possuem um sonho, e eles, os tubarões, estão lá para decidirem se ajudam ou não na realização desse sonho. Enfim, um reality sobre americanos.

Passear pela produção do programa chegou a ser tão interessante que finalmente senti  curiosidade de assistir a algum episódio. Simplesmente adorei!! Encontrei pessoas com ideias bem legais tentando vendê-las  para grandes tubarões e quem sabe, conseguir que eles invistam em seus sonhos.

Com páginas off White, diagramação perfeita, fonte de tamanho adequada, um livro que nem de longe é cansativo, nos deixa como mensagem algo que deveríamos levar para a vida…

Tenha coragem, arrisque-se, diga sempre a verdade,  e no fim, perceberá que ao escutar as palavras “Negócio Fechado” a satisfação será bem mais prazerosa do que imagina!

 

“ Seja você mesmo. Todos os outros já existem!”

Sobre Renata Maiochi

Sou Renata… esposa, filha, amiga, e apaixonada pela vida! Administradora e leitora compulsiva. Livros alimentam meu vício e me fazem uma pessoa diferente a cada contra capa que fecho.

Veja Também

Resenha | A bússola do peregrino, de Pedro Terrón

Título: A bússola do peregrino – Livro 3 – Série Kalixti Autor: Pedro Terrón Tradutor: Lizandra …

Resenha | A chave do amanhecer, de Pedro Terrón

Título: A chave do amanhecer – Série Kalixt – O enigma das sete estrelas Autor: …

Resenha | Perfumes de Paris, de Sayonara Salvioli

Título: Perfumes de Paris Coleção: Amores Proibidos – Livro 1 Autora: Sayonara Salvioli Editora: Primavera Editorial …

Deixe uma resposta

Loading Disqus Comments ...
Loading Facebook Comments ...
Pular para a barra de ferramentas