Início / Resenhas / Literatura Estrangeira / Resenha | A Terra Inteira e o Céu Infinito, de Ruth Ozeki

Resenha | A Terra Inteira e o Céu Infinito, de Ruth Ozeki

capa-a-terra-inteira-e-o-céu-infinito-231x330 Resenha | A Terra Inteira e o Céu Infinito, de Ruth OzekiUma vez, um velho Buda falou:

Para o ser-tempo, parado no cume da montanha mais alta,
Para o ser-tempo, nadando no leito mais fundo do mar,
Para o ser-tempo, um demônio com três cabeças e oito braços,
Para o ser-tempo, os cinco metros de ouro do corpo de um Buda,
Para o ser-tempo, o bastão de um monge ou o espanta-moscas de um mestre,
Para o ser-tempo, um pilar ou um farol,
Para o ser-tempo, qualquer José ou Maria,
Para o ser-tempo, a terra inteira e o céu infinito.”

Dõgen Zenji, “Para o ser-tempo”

Resenha

Talvez nenhum livro tenha me tocado tanto quanto A Terra Inteira e o Céu Infinito. Ruth, Nao, Oliver, Velha Jiko, Haruki e muitos outros personagens que são, de uma forma peculiar, peças de uma narrativa envolvente e bem construída. Vamos caminhar na praia de uma pacata ilha canadense, conhecer o cotidiano do Japão moderno, passar as férias de verão em um templo budista e aprender um pouco sobre o cotidiano dos soldados japoneses na segunda grande guerra. Preparados? 3…2…1!

O livro conta a estória de Ruth, uma escritora de descendência japonesa, que encontra um saco plástico envolto em algas e cracas na beira da praia de uma ilha canadense. Dentro havia alguns objetos e, entre eles, um “livro” do Marcel Proust, o Em Busca do Tempo Perdido, que, na realidade era um diário preenchido por uma caligrafia mal desenhada e de tinta roxa. Sem entender como aquilo tinha parado em suas mãos, a romancista inicia a sua leitura e é a partir daí que começamos a conhecer mais a fundo a estória de Nao. Naoko é uma jovem japonesa que foi morar nos Estados Unidos ainda bebê. Após a demissão do seu pai, toda a sua família voltou ao Japão, o que causou grandes traumas, principalmente ao seu pai, que havia tentado suicídio algumas vezes, deixando a sua esposa e filha ainda mais encrencadas. Além de todos os problemas familiares, Nao teve que lidar com os absurdos do ijime, como é conhecido o bullying nas escolas japonesa. Sua fortaleza e ponto de equilíbrio é a velha Jiko, uma monja budista e também sua bisavó.

Um capítulo no Canadá e outro no Japão, A Terra Inteira e o Céu Infinito mostra este contraste entre as duas culturas e expõe também o elo através das emoções e da fragilidade de ambas. Falando em emoções, a narrativa nos convida ao auto conhecimento, a mergulhar no seu interior, sentir e agradecer pelas pequenas coisas do cotidiano e, acima de tudo, buscar equilíbrio nas piores horas. Uma das coisas mais maravilhosas que podemos encontrar no livro é, sem dúvida, muito da filosofia budista e um guia prático sobre como praticar o zazen. Como diz a velha Jiko, todos nós precisamos encontrar o nosso SUPERPAWA através da meditação.

A Terra Inteira e o Céu Infinito

Capa & Diagramação
Narrativa & Diálogos
Enredo
Personagens
Revisão

Excelente

Um capítulo no Canadá e outro no Japão, A Terra Inteira e o Céu Infinito mostra este contraste entre as duas culturas e expõe também o elo através das emoções e da fragilidade de ambas. Uma das coisas mais maravilhosas que podemos encontrar no livro é, sem dúvida, muito da filosofia budista e um guia prático sobre como praticar o zazen. Como diz a velha Jiko, todos nós precisamos encontrar o nosso SUPERPAWA através da meditação.

Sobre Cleson Cruz

Sou potiguar com muito orgulho, pai e marido. Engenheiro Eletricista e Designer Gráfico de formação. Gosto muito de música e cinema. Sou viciado em séries de TV. E leio muito quadrinhos e livros desde a minha tenra infância.

Veja Também

Resenha | Nenhum de Nós, de Marcelo Ferla e Bruto, de Thedy Correa

Título: Nenhum de Nós – A Obra Inteira de Uma Vida Autor: Marcelo Ferla Editora: …

Resenha | Um Passeio no Jardim da Vingança, de Daniel Nonohay

Título: Um Passeio no Jardim da Vingança Autor: Daniel Nonohay Editora: Novo Século Páginas: 301 …

Resenha | O amor é uma tragada forte e sem filtro: em Poesias, de Daberli de Roma

Título: O amor é uma tragada forte e sem filtro: em Poesias Autor: Daberli de …

Deixe uma resposta

Loading Disqus Comments ...
Loading Facebook Comments ...
Pular para a barra de ferramentas