Início / Resenhas / Literatura Nacional / Resenha | Os Sete, de André Vianco

Resenha | Os Sete, de André Vianco

Os-Sete-208x300 Resenha | Os Sete, de André Vianco

Uma caravela portuguesa de cinco séculos é resgatada de um naufrágio no litoral brasileiro. Dentro dela, uma misteriosa caixa de prata esconde um segredo; sete cadáveres aprisionados, acusados de bruxaria. Apesar das advertências grafadas no objeto de prata, a equipe do departamento de história da Universidade Soares de Porto alegre decide violar a caixa para estudar os corpos. Afinal, que perigo poderiam oferecer aqueles sete cadáveres? Nenhum. Mas depois que o primeiro deles acorda…

Resenha: Depois que o pequeno grupo de amigos que cresceram juntos tiveram que se separar, Tiago e Cesar continuaram em Amarração, interior do Rio Grande do Sul. Recusaram-se a deixar aquele lugar onde viveram tantos momentos bons, e hoje ganham dinheiro (não muito), como caçadores de tesouros perdidos no mar. E parece que a sorte resolveu dar um empurrãozinho, já que aparentemente acabaram de encontrar uma caravela de mais de 400 anos afundada…. E já podem até sentir o cheirinho do dinheiro que poderiam ganhar com as relíquias que com certeza encontrariam esquecidas dentro daquele barco.

Já na primeira expedição, perceberam  que a sorte realmente estava ao lado, descobriram uma caixa enorme de prata, totalmente lacrada, e imediatamente souberam que precisariam de ajuda.

Muito entusiasmados, entram em contato com a grande amiga de infância que estuda história em Porto Alegre, e ela conseguiu agilizar uma reunião para que o quanto antes pudessem começar a explorar,  com ajuda da faculdade, o barco naufragado.

Mas, o que eles jamais poderiam imaginar, é que dentro daquele barco aparentemente abatido por um canhão, esconde-se uma história tão sinistra quanto impossível de acreditar.

Jamais passaria pela cabeça dos dois amigos mergulhadores que ali estava escondido uma espécie de túmulo… Algo macabro… Sete corpos estavam trancafiados dentro daquela imensa caixa gelada de prata.

Inverno, Gentil, Tempestade, Lobo, Espelho, Acordador e Sétimo. Os nomes foi a primeira coisa que descobriram sobre aqueles seres mumificados, trancados há 453 anos, restava agora descobrir a razão de tamanha maldade, ou ainda pior, descobrir qual o milagre que estaria acontecendo naquele exato momento, pois, diante dos olhos de todos envolvidos naquela pesquisa extraordinária, um ser estava revivendo, e um frio avassalador começa a ser sentido por toda a cidade.

E como se nada mais pudesse piorar, acabavam de descobrir que ali estavam trancafiados sete vampiros com uma raiva acumulada há quase meio século, e acredite, não será fácil escapar de vampiros com tamanho poder.

Minha opinião: Esse é o primeiro livro de vampiros de autor brasileiro que leio, e simplesmente adorei! Achei que foi muito bem desenvolvido, adorei os nomes dados aos vampiros portugueses, cada qual com o seu poder de acordo com o apelido dado.

André Vianco trouxe uma história muito diferente dos livros de vampiros que estou acostuma a ler, primeiro, os vampiros sempre são lindos, charmosos, conquistadores, e tem aquela mocinha que apaixona perdidamente pelo vampiro, e dele consegue extrair um sentimento muito bom escondido por trás de toda aquela cara de “eu sou a maldade pura”. Em Os Sete, não encontramos isso! São 6 vampiros, como cara de mau, e são muito maus, exceto um… que com o nome de Gentil, já podemos imaginar como seria a personalidade desse vampiro. Mas não o impede de às vezes, só as vezes, praticar alguma maldadezinha srsrsrrs.

O livro é realmente muito bom de ler, embora tenha letras minúsculas, não achei cansativo, principalmente pela comédia implícita no livro. Sensacional a descoberta de o quanto as pessoas da “Terra de Santa Cruz”, são inteligentes e evoluídas, como pode haver luz sem vela, ou aquela espécie de trono dentro de um quartinho que leva embora as necessidades fisiológicas das pessoas, entre tantas outras descobertas da vida moderna, é simplesmente o ponto alto do livro. Eu adorei!!

Com uma capa sensacional, páginas amarelas, diagramação muito boa, e sem erros de português, André Vianco nos apresenta novos vampiros, e um cenário novo… A história se passa no Brasil!!!

Agora começo a ler “O Sétimo”, o segundo livro da série, imaginando o que está por vir, já que segundo os 6 vampiros, esse realmente é malvado, tenho certeza que sim, afinal um livro todo foi dedicado a ele.

“Nobres homens de bem, jamais ouseis profanar este túmulo maldito. Aqui estão sepultados demônios viciados no mal e aqui devem permanecer eternamente. Que o Santo Deus e o Santo Papa vos protejam.”

FICHA TÉCNICA
Autor André Vianco
Editora Alepn
Páginas 429
Gênero Ficção / Fantasia

 

Os Sete

Capa & Diagramação
Narrativa & Diálogos
Enredo
Personagens
Revisão

Ótimo

Com uma capa sensacional, páginas amarelas, diagramação muito boa, e sem erros de português, André Vianco nos apresenta novos vampiros, e um cenário novo... A história se passa no Brasil!!!

Sobre Renata Maiochi

Sou Renata... esposa, filha, amiga, e apaixonada pela vida! Administradora e leitora compulsiva. Livros alimentam meu vício e me fazem uma pessoa diferente a cada contra capa que fecho.

Veja Também

Resenha | Tempestades de Sangue, de Kel Costa

Sasha está desolada pela morte de sua amiga Helena, que morreu diante de seus olhos …

Resenha | Alec Dini, de F. R. Pan

Quando o jovem Alec Dini é misteriosamente transportado ao futuro, ele não faz ideia dos …

Resenha | Fortaleza Negra, de Kel Costa

Os vampiros dominaram o mundo. Em Fortaleza Negra, Aleksandra, ou Sasha como é chamada, vive …

Deixe uma resposta

Loading Disqus Comments ...
Loading Facebook Comments ...
Pular para a barra de ferramentas