Início / Resenhas / Literatura Nacional / Resenha | O Vidente de Aparelho Quebrado, de Baltazar de Andrade

Resenha | O Vidente de Aparelho Quebrado, de Baltazar de Andrade

9788594580146-200x300 Resenha | O Vidente de Aparelho Quebrado, de Baltazar de AndradeErnie, que detesta esse apelido – então é exatamente assim que todos o conhecem –, se mete em um grande problema quando o diretor de sua escola descobre que ele espiava as meninas no outro pátio no intervalo das aulas. Sua punição será recolher cinzas de zumbis na orla da floresta, um lugar nada amigável. E é quando tudo começa a dar errado. E, claro, Ernie, um menino desastrado e bastante detestado por seus colegas, vai ser “convidado” a ajudar a salvar Aparelho Quebrado, uma ilha perdida por aí em algum canto que ninguém sabe exatamente onde fica.

Resenha

O Vidente de Aparelho Quebrado é uma divertida história sobre Ernesto, um jovem desastrado e medroso que possui poderes paranormais de vidência e que mora em uma ilha perdida chamada de Aparelho Quebrado (!).

Nunca consegui olhar para dentro da floresta, mas sempre consegui visualizar Aparelho Quebrado e sua rotina, porém há dias a única coisa pairando na bola de cristal eram os zumbis, no tarô só saiam morte, o enforcado e a torre e assim por diante, nada em toda ilha estava claro ou compreensível. Tudo estava bloqueado a meus olhos, tudo, menos os zumbis.

Ernie, como ele não gosta de ser chamado, é um herói muito improvável, é um adolescente covarde que sofre bullying o tempo todo e não se envergonha de fugir das encrencas que sempre o procuram. O mundo de Ernie é um mundo onde é normal encontrar todos esses monstros que a gente ver em histórias de terror, principalmente os zumbis que vez por outra saem da floresta e ganham as ruas, como pragas. Só que algo acontece, e os zumbis que antes eram poucos, agora aparecem em enorme quantidade e é preciso que as patrulhas sejam reunidas para combater esse mal que avança sobre a cidade. E é aí que nosso herói “nasce”, aí começamos a compreender melhor quem ele é e que poderes ele possui, e que talvez ele nem seja tão covarde assim quanto ele próprio acha que é.

Acordei me sentindo um zumbi. Sério. Tipo, fui sequestrado por zumbis, seres que tradicionalmente não se preocupam com nada além de devorar os órgãos internos alheios, e ainda estava vivo. Me fez pensar o que fariam comigo. (…)

A trama é uma aventura infanto-juvenil com poucas páginas e que te prendem do início ao fim, é uma leitura fluida, muito fácil e tranquila de ler. A capa é muito bonita e transmite bem o que se espera do livro, as belíssimas ilustrações do Nanuka Andrade e da Kamila Zöldyek que dividem os curtos capítulos são um caso a parte, enriqueceram enormemente a obra. E a diagramação é extremamente bem executada, o que surpreende, por se tratar de um livro de bolso.

Em suma, este é um livro muito legal e gostoso de se ler, o Baltazar conseguiu misturar zumbis, vampiros, lobisomens, trolls, feiticeiras, bruxas e aranhas gigantes de forma muito harmônica e divertida. É recomendadíssimo para quem procura uma leitura rápida e gostosa, sem muitas reflexões sobre a vida, apenas uma leitura que diverte e entrete bem.

***

Book Trailer

***

Ficha Técnica

Título

O Vidente de Aparelho Quebrado

Autor Baltazar de Andrade
Editora Estronho
Paginas 160
Formato Livro de bolso
Gênero Infantojuvenil, Fantasia
Ilustração da capa Nanuka Andrade
Ilustrações internas  Nanuka Andrade e Kamila Zöldyek

O Vidente de Aparelho Quebrado

Capa & Diagramação
Narrativa & Diálogos
Enredo
Personagens
Revisão

Excelente!

Este é um livro muito legal e gostoso de se ler, o Baltazar conseguiu misturar zumbis, vampiros, lobisomens, trolls, feiticeiras, bruxas e aranhas gigantes de forma muito harmônica e divertida. É recomendadíssimo para quem procura uma leitura rápida e gostosa, sem muitas reflexões sobre a vida, apenas uma leitura que diverte e entrete bem.

Sobre Cleson Cruz

Sou potiguar com muito orgulho, pai e marido. Engenheiro Eletricista e Designer Gráfico de formação. Gosto muito de música e cinema. Sou viciado em séries de TV. E leio muito quadrinhos e livros desde a minha tenra infância.

Veja Também

Resenha | Os Filhos da Tempestade, de Rodrigo de Oliveira

Uma aventura surpreendente, em um dos lugares mais misteriosos da terra. Um grupo de jovens …

Resenha | Blogueiras.com

Oito histórias. Oito protagonistas. Uma paixão em comum: blogar! Nas páginas desse livro, você conhecerá …

Resenha | Devaneio, de Augusto de Brito

Não se sabe como ou em que circunstâncias aquele homem havia chegado até a praia, …

Deixe uma resposta

Loading Disqus Comments ...
Loading Facebook Comments ...
Pular para a barra de ferramentas