Início / Resenhas / Literatura Estrangeira / Resenha | Nos braços do roqueiro, de Terri Anne Browning

Resenha | Nos braços do roqueiro, de Terri Anne Browning

nos-braços-do-roqueiro-205x300 Resenha | Nos braços do roqueiro, de Terri Anne Browning

Sair em turnê com quatro roqueiros parece um sonho… Pelo menos é o que as pessoas dizem. Pra mim, esses quatro roqueiros são minha família. Cuidam de mim desde meus cinco anos de idade, protegendo-me da minha mãe e de seus episódios de fúria quando estava bêbada e drogada. Mesmo depois de famosos, continuaram cuidando de mim. E quando meu monstro de mãe morreu, eles se tornaram meus guardiões.

Há seis anos eu cuido dos quatro homens que são tudo para mim. Tomo conta deles da mesma maneira que sempre cuidaram de mim. Resolvo tudo, até as sujeiras dos bastidores da vida de um roqueiro. Nem sempre é bonito. Às vezes, chega a ser quase repugnante, principalmente quando tenho que me livrar das transas aleatórias. Ugh!

E se apaixonar por um roqueiro NÃO é inteligente.

Tudo bem, então não sou inteligente. Eu amo os meus garotos, e um deles, meio que tem meu coração em sua, grande e calejada, mão roqueira.

RESENHA

Aos sete anos de idade, Emmie já sabia muito da vida… sabia o que era abuso, sabia o que era sentir dor, mas também sabia o que era ser amparada por pessoas que desde  muito cedo cuidavam dela.

A mãe de Em era viciada em drogas e bebida, e sempre que estava no auge da loucura, usava de toda sua força para descontar as frustações, batia, muito em Emmie. E ela sempre fugia para a casa de seus amigos, Nick, Jesse, Shane e Drake. Eles são desde então a sua família.

Quando Em tinha 15 anos, sua mãe, depois de uma overdose, morreu. E para que ela não fosse para um orfanato, os rapazes que estavam alcançando o topo do sucesso com sua banda de rock, resolveram levar Em com eles, e agora, ela viaja com eles de canto a canto do país.

Hoje com 22 anos, Em cuida dos meninos, como uma verdadeira empresária, embora não seja… Mas faz tudo com o maior carinho possível, para ela, nada pode pagar os que eles fizeram por ela.

Uma relação de amizade e muito respeito existe entre eles, eles a tratam como sua irmã, e ela os ama como tal. Exceto um… Nick tem o seu coração, e ela o ama em silêncio há muito tempo.

Depois de a banda se tornar a mais conhecida de rock no país, eles sentem que precisam de descanso, mas principalmente que Em está no limite de seu estresse, e quando resolve tirar as tão sonhadas férias, uma descoberta é feita… E agora o segredo que Em carrega desde muito tempo tem que ser revelado.

Minha opinião: Com uma capa linda, digna de um astro de rock, um título que me chama muito a atenção, Nos Braços do Roqueiro, é daqueles livros que te prende do começo ao fim!

O início do livro é bem tenso, as cenas de violência, e a dificuldade para um criança escapar das surras dadas pela mãe, são bem descritas, mas também já no começo a demonstração de carinho é bem retratada entre os amigos.

Eu adorei de verdade, é uma história de amor, carinho e respeito, mas principalmente de amizade, aquele tipo de amizade que cuida.

Não encontrei erros de português, nem de digitação. Páginas em off White, diagramação linda, escrito em primeira pessoa por Em, capítulos curtos e fonte ótima. Um livro curto, com poucas cenas hot’s e cenários bem descritos, temos em Nos Braços do Roqueiro um livro leve, eu diria que doce, delicioso de ler e apaixonante.

Por falar em paixão… Estou definitivamente rendida de amores pela editora Bezz, dos últimos livros que li, três são da Bezz, e estou apaixonada!!! Amo séries e fico aqui na expectativa dos próximos!!

 

FICHA TÉCNICA
Autora Terri Anne Browning
Editora Bezz
Páginas 147
Gênero Romance

 

NOS BRAÇOS DO ROQUEIRO

Capa & Diagramação
Narrativa & Diálogos
Enredo
Personagens
Revisão

Muito Bom

Não encontrei erros de português, nem de digitação. Páginas em off White, diagramação linda, escrito em primeira pessoa por Em, capítulos curtos e fonte ótima. Um livro curto, com poucas cenas hot’s e cenários bem descritos, temos em Nos Braços do Roqueiro um livro leve, eu diria que doce, delicioso de ler e apaixonante.

Sobre Renata Maiochi

Sou Renata… esposa, filha, amiga, e apaixonada pela vida! Administradora e leitora compulsiva. Livros alimentam meu vício e me fazem uma pessoa diferente a cada contra capa que fecho.

Veja Também

Resenha | Ponto sem retorno, de Gabriela Simões

Giselle Levy é meio-bruxa e vive isolada do mundo com o seu avô, escondida do …

Resenha | Dumplin’, de Julie Murphy

Especialmente para os fãs de John Green e Rainbow Rowell, apresentamos uma destemida heroína e …

Resenha | No reino das girafas, de Jacqueline Farid

Uma mulher enfrenta o desejo da separação do companheiro e as dúvidas desencadeadas pelo desejo, …

Deixe uma resposta

Loading Disqus Comments ...
Loading Facebook Comments ...
Pular para a barra de ferramentas