Início / Resenhas / Literatura Estrangeira / Resenha | Marshmallow, de Dorothy Koomson

Resenha | Marshmallow, de Dorothy Koomson

Marshmallow-Capa-EscrevArte-206x300 Resenha | Marshmallow, de Dorothy KoomsonTítulo: Marshmallow

Autora: Doroty Koomson

Editora: Primavera Editorial

Páginas: 456

Gênero: Romance

Fonte: Cortesia da Editora

Skoob

Compre aqui

Sinopse (Fonte: Skoob) Quando Kendra Tamale regressa à Inglaterra, fugindo de velhas mágoas e em busca de um novo começo, aluga um quarto de Kyle, um homem separado e pai de dois filhos, de quem se aproxima, contra todas as suas expectativas. Porém, essa amorosa e simpática mulher esconde algo sombrio em seu passado. O que acontecerá quando esse segredo vir a tona e Kendra tiver que enfrentar seus próprios demônios? A única forma de remediar a situação é confessar o erro terrível que cometeu há muitos anos atrás, algo que prometeu nunca fazer.
Marshmallow: O que pode acontecer quando se abre o coração para completos estranhos, escrito por Dorothy Koomson, é uma história de redenção e, sobretudo, amor. A autora aborda de maneira delicada temas polêmicos como o alcoolismo, ressaltando a importância do apoio da família na superação de momentos difíceis.
“Koomson mantém os leitores cativados pela promessa de renovação.” – Publishers Weekly
“Marshmallow fará lágrimas correrem pelo seu rosto, mas também sentir que independente do que que aconteça, sempre há esperança.” – Heat
“Uma leitura fascinante do início ao fim… incrivelmente comovente e inteligentemente escrito.” – Woman, Reino Unido, ” Livro da Semana”

RESENHA

Mais um livro que fala de pessoas reais, com dores e alegrias reais, com medos, angústias e vitórias reais. E eu adoro isso! Acho que livros como estes devem ser lidos por todos, porque conhecer a mente humana e os motivos que as fazem tomar certas atitudes colaboram muito para uma sociedade mais tolerante. É uma ficção. Mas poderia tranquilamente ser a história de vida de pessoas que cruzamos na rua em nosso dia a dia caótico.

Kendra volta da Austrália e vem morar na Inglaterra. Aluga um quarto de Kyle, separado, pai de dois filhos adoráveis. Kendra tem seus demônios e seus segredos. Kyle também os tem. As crianças possuem o dom de fazer com que os adultos desnudem a alma. A convivência vai transformando as relações e todos precisam aprender a se enfrentar e se reconhecer. Há lagrimas, há medo, há dúvida. Mas há também muita superação e muito amor nestas páginas.

Com muita facilidade a autora trabalha temas extremamente duros e complexos, como o alcoolismo, a dicotomia entre o amor pelos filhos e a falta de sabedoria para lidar com eles, ou a violência sexual. Os temas são abordados de forma a proporcionar ao leitor a experiência de ver o interior das pessoas envolvidas com tais temas. É quase uma experiência psicológica, é quase como o vislumbre de um divã. Com muita facilidade o leitor se envolve com os personagens e praticamente sente suas dores.

É também uma história de superação e amor. Nada de amor superficial ou de aparências. Amor que nem sempre é fácil de ser vivido. Amor que nem sempre é livre de problemas, na verdade, é o inverso disso. Amor daqueles que, parece, seria melhor não sentir… Muito real, muito plausível, muito palpável.

Além deste amor visceral, há um quê de romance, um tanto velado, que permeia as páginas. Confesso que torci muito por um final um tanto diferente do apresentado. Mas a autora foi tão feliz nas justificativas e desdobramentos, que me convenceu… não poderia ser diferente. Dorothy Koomson me mostrou, só neste detalhe, que as coisas podem não ser exatamente como a gente gostaria, mas que ainda assim podem ser boas, ideais, felizes até.

Em se tratando de edição, infelizmente a tradução não foi muito bem feita, em especial no primeiro terço da obra, que apresenta muitos termos em português de Portugal. Depois desta primeira parte melhora, mas ainda não está totalmente correto… Este foi o motivo da mota 4, mesmo tendo gostado muito da história. Espero que nas próximas edições este aspecto seja corrigido. A capa é simples mas remete – assim como o título – a algo muito significativo na trama. Enfim, vale a pena ler!!!

 

Sobre Nadja Moreno

Administradora, professora, blogueira, mãe, leitora voraz. Muitas facetas, uma só alma. Sonho com um país mais leitor, mais crítico, mais evoluído e altruísta.

Veja Também

Resenha | No reino das girafas, de Jacqueline Farid

Uma mulher enfrenta o desejo da separação do companheiro e as dúvidas desencadeadas pelo desejo, …

Resenha | As altas montanhas de Portugal, de Yann Martel

Três jornadas, três corações partidos e uma pergunta: O que é uma vida sem histórias? …

Resenha | O Coração do roqueiro, de Terri Anne Browning

Layla… Teve uma vida difícil. Por conta própria bem jovem, sempre fez o que precisava …

Deixe uma resposta

Loading Disqus Comments ...
Loading Facebook Comments ...
Pular para a barra de ferramentas