Início / Resenhas / Literatura Nacional / Resenha | Doce amargo – Livro 1, de Evelyn Santana

Resenha | Doce amargo – Livro 1, de Evelyn Santana

Doce-amargo-frontal-209x300 Resenha | Doce amargo - Livro 1, de Evelyn SantanaTítulo: Doce amargo – Livro 1
Autor: Evelyn Santana
ISBN: 978-85-92572-20-4
Gênero: Romance
Páginas: 380
Editora: Coerência
Cortesia da editora

Compre aqui

Sinopse:

Melinda é uma garota que não conhece suas origens, tendo sido abandonada com pouco dias de vida em um orfanato, onde se apaixona por uma ilusão, um rosto em uma foto no jornal: Robert Blackwell, um promissor empresário que fez uma doação para o orfanato onde ela morava.
Anos mais tarde, Linda consegue se reerguer, estudar e garantir um bom emprego na empresa de Robert.
Um acidente faz com que se encontrem. A ganância dele os aproxima. E o amor sela tudo.

Resenha:

Doce amargo conta a história de Melinda, uma garota órfã abandonada com poucos dias de vida em um orfanato. Com várias passagens por lares temporários durante sua infância e adolescência, Melinda lidava constantemente com a rejeição. Alimentando desde criança um amor-ilusão por um empresário que havia feito uma doação ao orfanato, Melinda passa a lutar por uma vida melhor sempre em função dessa ilusão. Depois de se formar e conseguir sua independência, Melinda começa a trabalhar na empresa de Robert, o empresário responsável pela doação ao orfanato no passado.

Me apaixonei por este romance, Doce amargo é uma leitura que desencadeia sentimentos controversos. Ao mesmo tempo em que nos leva lágrimas aos olhos, nos faz entrar em um conflito de adoração e raiva por um dos protagonistas. A história de Melinda é tocante, principalmente quando ela narra sobre sua vida e a das crianças no orfanato – repleta de privações -, e o quanto a doação de Robert naquela época fora importante para que passassem um natal mais feliz.

Quando Melinda e Robert se encontram pela primeira vez em um acidente de trânsito, Robert coloca um plano em ação e é justamente nesse instante que gostaria de poder entrar na história e dar uns bons tapas na cara arrogante de Robert. E daí em diante começa todo “conto de fadas” para Melinda e para Robert, nada mais que uma solução para um grande problema.

Adorei a escrita da autora, além de ágil é bem construída, rica em detalhes e acontecimentos surpreendentes. E ter a oportunidade de presenciar como os sentimentos de Robert foram mudando ao longo da história sem que ele se desse conta dessas mudanças, foi algo gratificante mas fico na expectativa de saber se não teria sido tarde demais…

Doce amargo nos remete a um carrocel de emoções.

Uma história intensa com personagens marcantes, criados com perfeição e capricho. Reviravoltas e revelações surpreendentes. Os momentos íntimos do casal foram lindos e de tirar o fôlego. E o fato dos capítulos serem alternados ora pelo ponto de vista de Melinda, ora pelo de Robert nos deu a oportunidade de conhecer os personagens intimamente.

História linda, com uma escrita impecável.

Estou louca pela continuação. (Morta de ansiedade)…

Recomendo!!

A capa é lindíssima, páginas amarelas ótimas para leitura. Edição perfeita. A Editora Coerência está de parabéns.

 

Sobre Rê Souza

"A literatura como toda arte, é uma confissão de que a vida não basta" (Fernando Pessoa)

Veja Também

Resenha | Tempestades de Sangue, de Kel Costa

Sasha está desolada pela morte de sua amiga Helena, que morreu diante de seus olhos …

Resenha | Alec Dini, de F. R. Pan

Quando o jovem Alec Dini é misteriosamente transportado ao futuro, ele não faz ideia dos …

Resenha | Os Sete, de André Vianco

Uma caravela portuguesa de cinco séculos é resgatada de um naufrágio no litoral brasileiro. Dentro …

Deixe uma resposta

Loading Disqus Comments ...
Loading Facebook Comments ...
Pular para a barra de ferramentas