Início / Resenhas / Literatura Nacional / Resenha | Clichê, de Carol Dias

Resenha | Clichê, de Carol Dias

d77a12_b0c3d2a2af6646c182b146739d144e13-209x300 Resenha | Clichê, de Carol DiasAutora: Carol Dias

Gênero: Chick lit

ISBN 978-85-68925-171

Sinopse:

Marina Duarte está no vermelho. Dona de dupla graduação nas melhores faculdades públicas do Rio de Janeiro, seu sonho de construir a vida nos States não está funcionando.

Decidiu se mudar para ficar perto da tia, sua única família, mas a crise não está ajudando em nada sua carreira.

Sem saber como pagar as contas do próximo mês, Marina aceita uma vaga de babá na mansão da família Manning. Ela só não podia imaginar que sua vida mudaria completamente, apenas por conhecer duas crianças e um chefe viúvo – e gato, maravilhoso, cheiroso e gostoso –, que precisa urgentemente de sua ajuda.

Resenha:

Marina Duarte tem como única parenta viva sua tia Norma, e para não ficar longe dela resolve se mudar para Londres, mas, mesmo com duas ótimas graduações nas melhores faculdades públicas do Rio de Janeiro, a vida de Marina não anda nada fácil e para poder se livrar do aperto financeiro que se encontra aceita trabalhar como babá para um viúvo milionário e lindo, pai de duas crianças fofas, Dorian e Allyson.

Como o próprio nome diz, o livro é bem “Clichê”, daqueles que sabemos o que vai acontecer já nas primeiras páginas, com reviravoltas previsíveis e final mais que perfeito. Mas é uma história tão cativante que se tornou impossível largar o livro.

Carol Dias nos brinda com uma bela história, repleta de romantismo, com aquele apelo sensual da conquista que faz qualquer leitora romântica sonhar com o momento.

Os personagens são simplesmente encantadores, as personagens-crianças foram criadas com tanto carinho que me apaixonei por elas logo de cara, e o personagem Killian Manning é o estereótipo do homem romântico, amoroso, pai de família que qualquer mulher gostaria de ter a seu lado. Marina é uma figura, uma personagem que traz muito de nós mesmas, adorei conhecê-la.

Um ponto forte que encontrei na escrita da autora, foi que ela não se limita somente a esses personagens, ela vai aos poucos nos apresentando vários outros personagens e situações, ora tensas, ora engraçadas, e isso acabou por dar um toque todo especial à obra. Com essa junção perfeita a autora criou uma história bem construída, fluída e prazerosa.

Clichê, além de muito romantismo, traz momentos de dor e perda que emocionam, muito sentimentalismo e também vários momentos engraçados que descontraem.

A capa está linda, bem doce e romântica, as páginas amarelas um charme a mais, não conhecia o trabalho da Ler Editorial, e tenho que parabenizá-la, a edição está perfeita.

Recomendo!!

Sobre Rê Souza

"A literatura como toda arte, é uma confissão de que a vida não basta" (Fernando Pessoa)

Veja Também

Resenha | Não Resisto, de Amanda Marques

Recém- separada, sem filhos, chegando aos 40 anos, sentindo-se solitária e inútil, Lina conhece o …

Resenha | Sempre o mesmo céu, sempre o mesmo azul de Laura Elizia Haubert

“Sempre o mesmo céu, sempre o mesmo azul” conta a história da perturbada relação entre …

Resenha | Dumplin’, de Julie Murphy

Especialmente para os fãs de John Green e Rainbow Rowell, apresentamos uma destemida heroína e …

Deixe uma resposta

Loading Disqus Comments ...
Loading Facebook Comments ...
Pular para a barra de ferramentas