Início / Resenhas / Literatura Nacional / Resenha | A chave do amanhecer, de Pedro Terrón

Resenha | A chave do amanhecer, de Pedro Terrón

capaachavedoamanhecer-210x300 Resenha | A chave do amanhecer, de Pedro TerrónTítulo: A chave do amanhecer – Série Kalixt – O enigma das sete estrelas
Autor: Pedro Terrón
ISBN: 978-85-61977-21-4
Gênero: Aventura – Fantasia
Páginas: 312
Editora: Primavera Editorial
Cortesia da editora

Compre aqui

Sinopse:

Uma estranha peça de cerâmica esconde um livro infestado de antigos mistérios a serem revelados. As velhas páginas guardam com paciência uma história remota que vai mudar a cômoda vida de Dámeris Bossy para sempre. Guiada por um manuscrito do século XVIII, a jovem investigadora Dámeris empreende uma viagem frenética cheia de incógnitas. Uma história na qual a trama central se enlaça com naufrágio de um famoso galeão perdido no Oceano Atlântico: o Santo Cristo de Maracaibo. Segundo volume da trilogia Kalixti.

Resenha:

A chave do amanhecer é o segundo livro da série KalixtiO enigma das estrelas.

Primeira coisa que me chamou a atenção neste livro, foi a capa que está muito bonita. E o fato de a história trazer mistério, aventura e uma boa dose sobre arqueologia, deixou tudo fascinante.

Neste livro conhecemos Dámeris, uma jovem arqueóloga que se muda com o namorado para casa do avô  e lá descobre vários artefatos misteriosos e um objeto de cerâmica que possui um livro que mudará a vida de Dámeris.

Depois de ter aberto o pergaminho encontrado no livro, Dámeris impulsionada pela sua curiosidade resolve partir para uma viagem em busca de respostas. Enfrentando perigos, sofre um acidente e acaba na cidade mística de Kalixti.

Adoro livros que o passado e o presente se ligam trazendo acontecimentos surpreendentes. Gostei muito da parte onde Dámeris através de uma regressão retorna ao século XVIII como Marina, filha de um poderoso espanhol que se vê obrigada a casar com um homem cruel, e a partir daí ela passa a compreender o porquê de estar envolvida nesse mistério e reencontra o grande amor da sua vida passada, – (amei essa parte, adoro romance).

A história é fascinante. Em meio a aventuras perigosas tipo as de “Indiana Jones”, manuscritos misteriosos, estrela de sete pontas, tesouros e um amor do passado, o autor nos arrasta para dentro da história já nas primeiras páginas. Muita ação, perigos, romance e incógnitas instigantes fazem do A chave do amanhecer uma história rica em detalhes e acontecimentos surpreendentes e de tirar o fôlego.

Adorei a escrita do autor. Ágil e romantizada.

Apaixonada por essa trilogia!! Louca para ler o terceiro livro.

Recomendo.

A capa é linda, páginas amarelas ótimas para leitura. Diagramação perfeita. É a primeira vez que tenho a oportunidade de conhecer o trabalho da Primavera Editorial e estou encantada com capricho da obra.

 

 

 

Sobre Rê Souza

"A literatura como toda arte, é uma confissão de que a vida não basta" (Fernando Pessoa)

Veja Também

Resenha Premiada | Lavínia e a árvore dos tempos, de Lucinei M. Campos

Lavínia é uma menina de 9, quase 10 anos, um pouquinho diferente das outras de …

Resenha | Dois Mundos, de Simone O. Marques

Num futuro distópico, Marina é uma jovem brasileira que carrega a força e os poderes …

Resenha | Tsara – Ir até o fim do mundo e depois voltar, de Michelle Paranhos

“Quando Mariana nasceu, foi mantida afastada de tudo aquilo que se referia à cultura cigana, …

Deixe uma resposta

Loading Disqus Comments ...
Loading Facebook Comments ...
Pular para a barra de ferramentas