Início / Resenhas / Literatura Nacional / Resenha | Aos olhos de Zoe, de Camila Pelegrini

Resenha | Aos olhos de Zoe, de Camila Pelegrini

CAPAHD-1-209x300 Resenha | Aos olhos de Zoe, de Camila PelegriniTítulo: Aos olhos de Zoe

Autora: Camila Pelegrini

Editora: Coerência

Páginas: 390

Gênero:

Fonte: Cortesia da Editora

Skoob

Compre aqui

Sinopse (Fonte: Skoob): O que você acha que seu cachorro diria sobre a sua vida? Como ele contaria sua história?
Bem, a sua eu não sei, mas a de Melissa, Zoe revelou perfeitamente.
Após ser resgatada da rua, a cachorrinha mais sábia de todos os tempos acompanha a trajetória de sua nova família, relatando a história do fim de um amor e do começo de outro, apontando suas dúvidas sobre os erros humanos e fazendo das menores coisas do dia a dia a sua felicidade infinita.
É mais do que um romance. É um ensaio sobre a amizade, a fidelidade e o amor em sua forma mais pura. É Zoe salvando aqueles que um dia a resgataram.
Seja bem vindo à história de uma vida retratada “Aos olhos de Zoe”.

RESENHA

Resolvi aproveitar o feriado para ler o livro “Aos olhos de Zoe“, da escritora Camila Pelegrini. A história é narrada por uma cachorrinha que foi abandonada por sua antiga dona e resgatada por uma artista em ascensão na noite de ano novo.

Melissa decide chamar a nova parceira de Zoe e a leva para a casa onde vive com seu marido, Lucca. Em um primeiro momento, o casal me parece seguir a linha do relacionamento perfeito, invejável: recém-casados e com um futuro brilhante pela frente e desejando intensamente a presença um do outro a cada segundo do dia.

Alguns meses depois da ‘adoção’ de Zoe, Lucca consegue um emprego e começa a permanecer tempo demais longe de casa. Em contrapartida, procura sempre ser romântico e enche Melissa de presentes e carinho.

Através do ponto de vista da cachorrinha, conseguimos ver que Lucca muda, gradualmente, seu jeito de ser e passa a adotar um estilo mais desencanado com a esposa e mais ligado ao trabalho e aos colegas, tentando impressionar os outros.

Por ora, a narração de Zoe some e somos apresentado a Nica, outra cachorra que vive com uma família composta apenas pelo pai, Gabriel e pela filha Alegra. Aos poucos, percebemos que ambas as histórias se unirão em algum ponto.

O que posso dizer, sinceramente, é que a história do livro é boa. De alguma forma, a ideia de trazer uma narração de romance sob o ponto de vista de um cachorro é algo que até então não tinha conhecimento. Interessante e, até certo ponto, surpreendente. Faz o leitor ficar imaginando como é que seus Pets o veem.

O que realmente me incomodou foi a própria personagem Melissa, que me parece uma mulher frágil, submissa e que constantemente esconde suas vontades em detrimento da felicidade dos outros. Entendam: até certa parte do livro, Melissa sequer tem um emprego, pois o marido a encoraja a ‘ficar em casa pintando’. Portanto, boa parte das narrações iniciais se baseiam em dias em que a personagem anseia pela volta do marido para casa para receber atenção e carinho. Particularmente me incomodo com personagens com este perfil…

Em alguns pontos a história é um pouco previsível, principalmente quando Lucca começa a chegar tarde em casa e surpreendê-la com presentes. Ahh, esta atitude é de se pensar que ele esteja se sentindo culpado por ter feito algo errado, não é mesmo? Quando as duas histórias se unem, é possível prever qual rumo irão tomar. Em muitos instantes durante a leitura, era quase como se eu já tivesse visto aquelas mesmas frases em algum outro livro ou filme de romance, com outras palavras. É como uma história conhecida já, vivenciada ou vislumbrada em algum momento.

Por fim, diria que a história toda poderia ser resumida como uma temporada de Malhação misturada com Marley&Eu e algum romance baseado em Nicholas Sparks. Dá para perceber é que uma história que possui, então, uma narrativa divertida, simpática e com algumas referências bastante conhecidas que nos encaixa no mundo de Zoe, Melissa, Gabriel, Alegra, Lucca e Nica. Meio que como um livro para se ler num domingo de sol, pela sua característica relaxante e leve. Se é o que anda procurando para sua próxima leitura, leia Aos Olhos de Zoe. 🙂

Sobre Gabriela Bandeira

Jornalista mineira, totalmente apaixonada por literatura nacional e internacional. Autora do livro-reportagem Singularidades - Um olhar sobre o Autismo.

Veja Também

Lançamento | Conexão Hirsch – Nostalgia, obsessões e viagens no tempo, de Carlos Romero Carneiro

A viagem no tempo não é um tema inédito. Várias obras, na literatura e no …

Literatura Nacional | O Orfanato da Luz, de Caroline Cristine Pietrobon

A Giz Editorial tem entre seus lançamentos de 2017 a obra O Orfanato da Luz, …

Resenha | O fantástico universo do ser humano, de Carlos Holthausen

“Neste livro, ele analisa a vida de modo geral e especialmente a nossa vida aqui …

Deixe uma resposta

Loading Disqus Comments ...
Loading Facebook Comments ...
Pular para a barra de ferramentas