Início / Resenhas / Literatura Estrangeira / Resenha | A Identidade Secreta dos Super-Heróis, de Brian J. Robb

Resenha | A Identidade Secreta dos Super-Heróis, de Brian J. Robb

identidade_secreta-201x300 Resenha | A Identidade Secreta dos Super-Heróis, de Brian J. RobbA primeira aparição do Super-Homem em 1938 foi um momento sísmico na cultura pop mundial. Desde então, centenas de super-heróis foram criados, desconstruídos e reinventados para novas gerações de fãs de revistas em quadrinhos, especialmente os ícones da DC, Batman e Mulher-Maravilha, e os X-Men e Vingadores, do Universo Marvel.

Você sabia que o Capitão América surgiu socando Adolph Hitler em sua revista de estreia? Que vários elementos da mitologia do Super-Homem, como a kriptonita – seu ponto fraco – e o amigo Jimmy Olsen, vieram do seriado de rádio e só depois foram incorporados aos gibis? Que a famosa minissérie Guerras Secretas, da Marvel, foi criada por encomenda para lançar uma linha de brinquedos e que foi publicada no Brasil completamente adulterada e mutilada? Esses e outros segredos guardados a sete chaves pelos personagens das HQs estão em A Identidade Secreta dos Super-Heróis.

Nesta ampla e fascinante exploração do fenômeno dos heróis dos quadrinhos, Brian J. Robb mapeia a ascensão dos super-heróis americanos, do auge inicial na era da Grande Depressão em gibis descartáveis ao renascimento brilhante nos blockbusters mais populares do cinema do século XXI.

Resenha

A Identidade Secreta dos Super-Heróis – A história e as origens dos maiores sucessos das HQs: Do Super-Homem aos Vingadores é uma investigação biográfica, uma análise desse fenômeno da cultura pop mundial que são os super-heróis dos quadrinhos. Neste livro-documentário, o escritor Brian J. Robb nos apresenta um estudo que passa por suas origens, crises e reviravoltas, e chega no “boom” do século, que são as grandiosas adaptações cinematográficas atuais.

É interessante explicar que, diferentemente do que possa parecer pelo título, a obra não foca nos personagens em si e em suas vidas nos quadrinhos, vai muito mais além, o livro nos apresenta os bastidores desse universo, como editoras e personagens surgiram, e como eles se relacionam com o mundo real.

O autor começa fazendo um pequeno exercício de imaginação, com a pequena saga de um garotinho que compra pela primeira vez um gibi do Superman, gibi que deu início a toda essa indústria que conhecemos hoje. Em seguida, Robb explica que os heróis foram baseados em mitos antigos das lendas grega, até citando o panteão grego como a primeira equipe de super-heróis. Ele fala que temos Hércules como o Superman, o Flash como Hermes, Aquaman como Poseidon e a Mulher-Maravilha como Atena. Mas não só a mitologia grega foi usada para dar vida aos heróis do gibi, ele nos apresenta outros personagens folclóricos que foram reinventados para tal fim. Tal como o Batman que seria uma reinvenção dos heróis Zorro e Robin Hood.

Imagine um menino americano, de dez ou doze anos de idade, pegando uma nova revista em quadrinhos na farmácia ou na banca de jornal, pedindo insistentemente aos pais uma moeda de 10 centavos para comprá-la. É abril de 1938, e o gibi que o moleque tem em mãos é algo novo, algo chamado Action Comics. Ele nunca viu aquilo antes, e está escrito “número 1” bem ali na capa. E, cara, que capa…

A partir deste ponto, o Brian J. Robb faz uma longa viagem através da história dos quadrinhos, da sua criação nos anos 30, na luta pelo estilo de vida americano, entrando pela propaganda durante a Segunda Guerra Mundial e chegando até os dias atuais.

A Identidade Secreta dos Super-Heróis é dividido em cinco partes:

Parte 1: Origens! – Mostra o início tudo, inclusive dos primeiros gibis, e as primeiras aparições de Superman e Batman;
Parte 2: Crise! – Fala do excesso de quadrinhos lançados, sobre o Comics Code Authority e a participação dos super-heróis na Segunda Guerra Mundial;
Parte 3: Excelsior! – Aqui é apresentada a ascensão da Era Marvel, entrando no jogo para disputar os holofotes com a sua ilustre concorrente, a DC, antes dominante solitária do mercado;
Parte 4: Confusão! – Neste capítulo temos uma análise interessante do autor, onde ele discute o papel do herói e do anti-herói, discorre sobre as mudanças periódicas no mercado, como eventos que vez por outra reformulam personagens e até o próprio universo em que eles são inseridos. E ainda nos apresenta a tentativa de novas editoras de quebrarem a hegemonia da dupla Marvel/DC;
Parte 5: Dominação! – No último capítulo o Robb nos apresenta o transmídia do universo quadrinístico, mostrando a evolução das adaptações, indo desde a radionovela, passando pelos seriados cinematográficos, e chegando nas séries de TV e nos filmes blockbusters de hoje.

Foi a narração inicial do seriado de rádio, (…), que mostrou um dos aspectos mais inesquecíveis do fenômeno Super-Homem. Era um breve resumo de suas habilidades: “Mais rápido que uma bala! Mais poderoso que uma locomotiva! Capaz de transpor altos prédios de um pulo só! Olhe, lá no céu! É um pássaro. É um avião. É o Super-Homem!” Aspectos-chave da mitologia do Super-Homem se originariam no rádio, e não nos gibis, embora muitos fossem adotados e adaptados posteriormente.

Como um entusiasta da nona arte, minha alfabetização foi praticamente baseada em quadrinhos, mais precisamente nas HQs de super-heróis. Sempre nutri um carinho especial pelo Super-Homem (na minha época ainda chamavam assim) e pelos X-Men (xis-men), e não esquecendo também do herói com quem mais me identificava, o divertido e azarado Homem-Aranha. Mas lia de tudo, tinha super-herói na capa eu pegava o dinheiro do lanche e comprava. E hoje em dia já li muito sobre os bastidores e a linha de tempo dessa indústria maravilhosa, mas esse livro me surpreendeu, trouxe informações, pequenos detalhes, que eu não tinha conhecimento e que me deliciei em saber. Foi uma leitura muito gratificante.

Só faço uma pequena ressalva na adaptação do título, o original A Brief History of Superheroes transmite melhor o que encontramos no interior do livro, não havia necessidade de mudar “Uma Breve História” para “A identidade Secreta”, isso talvez engane alguns leitores que não se atentem para o gigantesco subtítulo.

Com relação ao maravilhoso projeto gráfico, temos desde a belíssima capa até as paginas internas detalhes que remetem às icônicas revistas em quadrinhos, como as cores na capa, as fontes tipográficas e as cortinas dos capítulos que trazem ilustrações originais com onomatopeias utilizadas em HQs, contribuindo para a sensação de se estar lendo um gibi.

Para os fãs de quadrinhos a obra é uma espécie de compilado essencial, uma obra indispensável que merece um local especial na sua estante. E não é só para os fãs de quadrinhos, mesmo que você conheça pouco desse mundo, você vai querer se inteirar para não ficar de fora desta nova onda de filmes e seriados, com certeza te dará uma boa bagagem cultural para poder conversar com aquele teu amigo nerd.

(…)Stan Lee testemunhou a ascensão dos super-heróis, de Super-Homem, Batman e Mulher-Maravilha aos próprios Homem-Aranha, Homem de Ferro, X-Men e Vingadores. Por dentro, ele ainda estava em sintonia com aquele garoto que, em abril de 1938, pegou a Action Comics número 1 na banca, mal sabendo do futuro incrível que aguardava o gênero dos super-heróis.

***

Booktrailer

***

 Leia o primeiro capítulo

***

Ficha Técnica

Título A Identidade Secreta dos Super-Heróis
Subtítulo A história e as origens dos maiores sucessos das HQs: Do Super-Homem aos Vingadores
Título Original A Brief History of Superheroes
Autor Brian J. Robb
Tradutor André Gordirro
Editora Valentina
Páginas 320
Gênero Quadrinhos, História e Crítica, Documentário
Capa e Projeto Gráfico Rafael Nobre e Cadu França

 

A Identidade Secreta dos Super-Heróis

Capa & Diagramação
Narrativa & Diálogos
Enredo
Personagens
Revisão

Excelente!

Para os fãs de quadrinhos a obra é uma espécie de compilado essencial, uma obra indispensável que merece um local especial na sua estante. E não é só para os fãs de quadrinhos, mesmo que você conheça pouco desse mundo, você vai querer se inteirar para não ficar de fora desta nova onda de filmes e seriados, com certeza te dará uma boa bagagem cultural para poder conversar com aquele teu amigo nerd.

Sobre Cleson Cruz

Sou potiguar com muito orgulho, pai e marido. Engenheiro Eletricista e Designer Gráfico de formação. Gosto muito de música e cinema. Sou viciado em séries de TV. E leio muito quadrinhos e livros desde a minha tenra infância.

Veja Também

Catarse | HQ que mistura velho oeste com sobrenatural ganha coletânea com grandes artistas

Série em quadrinhos que mistura velho oeste com sobrenatural ganha expansão com grandes nomes dos …

Resenha | HQ Star Wars – Academia Jedi 2: O Retorno de Padawan

STAR WARS: Academia Jedi 2 – O Retorno de Padawan, de Jeffrey Brown, dá continuidade …

Resenha | HQ Quem Matou João Ninguém?

Em um mundo onde a realidade é brutal e monocromática, a esperança de uma vida …

Deixe uma resposta

Loading Disqus Comments ...
Loading Facebook Comments ...
Pular para a barra de ferramentas