Início / Resenhas / Literatura Nacional / Resenha | O Vampiro da Quinta da Boa Vista, de Leonardo Barros

Resenha | O Vampiro da Quinta da Boa Vista, de Leonardo Barros

CAPA_VAMPIRO-DA-QUINTA-DA-BOA-VISTA-188x300 Resenha | O Vampiro da Quinta da Boa Vista, de Leonardo BarrosTítulo: O Vampiro da Quinta da Boa Vista

Tetralogia Terra Prometida – Livro 1

Autor: Leonardo Barros

Gênero: Fantasia

Fonte: Acervo pessoal de Ebooks

Skoob

Compre na Amazonir?t=escart04-20&l=as2&o=33&a=B01B5BXTOG Resenha | O Vampiro da Quinta da Boa Vista, de Leonardo Barros

Sinopse (Fonte: Skoob) Em 1821, Londres é o paraíso dos vampiros que se banqueteiam com o sangue de bêbados e prostitutas, se escondem nas sombras dos becos e em meio à névoa das ruas mal iluminadas. Dotan, um lobisomem poderoso e imortal, dedica sua existência a caçá-los e conta com a ajuda de Lucius, seu filho adotivo, um vampiro que se nega a atacar humanos, mas se alimenta de outros bebedores de sangue. Ao descobrir que a maioria dos vampiros londrinos está migrando para o Brasil, uma colônia conhecida por dias longos, quentes e ensolarados, Dotan e Lucius decidem averiguar. Neste primeiro volume da série Terra Prometida, pai e filho iniciam sua investigação sobrenatural e procuram aliados. A colônia é muito mais agitada e perigosa do que imaginavam: há bebedores de sangue em São Paulo e um ardiloso vampiro leitor de mentes vive no Rio de Janeiro, nas proximidades do Palácio da Quinta da Boa Vista. Viaje pelo Brasil colonial e conheça um mundo que os livros de História omitiram de você: a sombria e lasciva Terra Prometida, onde se escondem alados, telepatas e ninfas capazes de produzir um leite negro que vicia e escraviza mortais!

RESENHA

Eu tive a feliz oportunidade de ler O Vampiro Imperador antes desta obra, e achei fantástico encontrar aqui novamente alguns personagens de lá. Por conta de esta história se passar no século XIX, e o Vampiro Imperador se passar numa época ainda mais distante, vivi uma experiência deliciosa por rever os personagens em períodos tão únicos… somente com imortais isso seria possível. Foi como acompanhá-los ao longo dos séculos. Não é preciso, de forma alguma, ler O Vampiro Imperador antes de ler O Vampiro da Quinta da Boa Vista, mas se você ler, vai ter a felicidade de se encantar como eu.

O livro se inicia em Londres e depois é transferido para o Brasil Colonial. Dotan, um lobisomem imortal que caça destemidamente vampiros, junto de seu filho adotivo Lucius, vêm para o Brasil para entender o que está fazendo com que os vampiros se dirijam a esta colônia. Até porque, ali os dias eram mais longos que as noites, e o clima tropical em nada se parecia com o clima soturno de Londres. O que os estava provocando?

Além da saga entre vampiro e lobisomem, nesta história você vai encontrar outros seres que a complementam e a torna única. Por exemplo, as ninfas, que produzem um néctar altamente viciante, que favorece a elas o domínio dos mortais que o provam, ou ainda seres alados, que ao mesmo tempo assustam e encantam o leitor. Eu adoraria ver um filme destas histórias (Vampiro Imperador e O Vampiro da Quinta da boa Vista), seria magnífico enxergar estes seres.

Eu gosto muito da escrita de Leonardo e mais uma vez ele demonstra sua capacidade em inserir diversos elementos, criar uma infinidade de situações e emaranhar tudo de forma magistral. Seus personagens também não são nada comuns ou superficiais. Sempre há algo em cada um deles que, ou encanta, ou assusta, ou ainda causa algo no leitor que não sei bem precisar. Foi o que aconteceu ao ler sobre as ninfas… elas me incomodaram, mas não sei detalhar o porquê. Por outro lado “rever” Lucius foi bacana! Eu já o considero pacas!!!! 😉

Também é notória a inserção de elementos de conhecimento popular no entremeio da história. Gosto destas junções entre realidade e ficção. Torna tudo um tanto quanto palpável, mesmo na fantasia.

Extremamente envolvente, a escrita de Leonardo não pode ser considerada simples, daquelas que fluem como água. O leitor precisa estar atento e ler absorvendo cada detalhe, porque todos eles possuem importância e pode ser pontos chave ali adiante… É um livro para ser lido sem outras interferências, com total atenção e, porque não, devoção.

Não posso avaliar a edição, porque li na versão Ebook, mas posso dizer que a revisão me agradou e que a capa apresentada no Ebook é forte, embora não conte muito sobre a história.

Este é o primeiro volume de uma Tetralogia com foco na Terra Prometida. Se quero conhecer toda a história? Claro!!! Sem a menor sombra de dúvida! E acho que você também deveria conhecer!

 

Sobre Nadja Moreno

Administradora, professora, blogueira, mãe, leitora voraz. Muitas facetas, uma só alma. Sonho com um país mais leitor, mais crítico, mais evoluído e altruísta.

Veja Também

Resenha | Os Filhos da Tempestade, de Rodrigo de Oliveira

Uma aventura surpreendente, em um dos lugares mais misteriosos da terra. Um grupo de jovens …

Resenha | Seres do Além, de Clayton De La Vie

Uma única missão leva os irmãos Christine, Nicolas e David Richard a se embrenharem por …

Resenha | Tronos & Ossos – Jornada no Gelo, de Lou Anders

Trolls fedidos, zumbis ameaçadores e um dragão cuspidor de fogo não são páreo para Karn …

Deixe uma resposta

Loading Disqus Comments ...
Loading Facebook Comments ...
Pular para a barra de ferramentas