Início / Espaço Cultural / Divulgação / Nacional | (In)Verdades – Duologia Brasil 2408, de Lu Ain-Zaila

Nacional | (In)Verdades – Duologia Brasil 2408, de Lu Ain-Zaila

IMG_20170109_112552313_HDR Nacional | (In)Verdades - Duologia Brasil 2408, de Lu Ain-Zaila

De uns tempos para cá, um termo ficou bastante conhecido e passou a ser tratado com maior zelo por escritores, produtores de seriado, programas de TV e filmes: representatividade, que nada mais é do que representar politicamente de determinado grupo, classe social ou de um povo.

Profissionais que lidam com mídia e produtos destinados à população passaram a quebrar paradigmas e trazer negros, deficientes, gordos, homossexuais e outras minorias em papéis nada estereotipados, bem diferentes do que estávamos acostumados.

Dentre estes escritores, surge, Lu Ain-Zaila, pseudônimo escolhido pela carioca Luciene, que escreveu a duologia (série de dois livros) Brasil 2408, que conta a história de Ena, uma jovem negra com um desejo inabalável de se tornar oficial das Forças Distritais do Brasil e tem esse destino impactado por um atentado à CIA.

Além de Ena, a saga conta com coprotagonistas de força: a mãe da protagonista é chefe do CCDP e o pai falecido era um Alto oficial, ambos tem uma presença significativa na trama. A amiga Naná é indígena e o Wadei é negro e usa próteses, tudo isso ambientado em uma narrativa inovadora, coerente, política, astuta, misteriosa e extremamente apaixonante.

Lu não deixa por baixo e conta como surgiu a ideia de criar a história. “Minha experiência na escrita veio do trabalho e da apresentação de pesquisas na área sociorracial e trabalhando no terceiro setor. A literatura, de um modo geral, não representa, então passei muito tempo sem vê-la também até que resolvi voltar com o bum de tantas feiras literárias, mas não vi na literatura a diversidade que esperava encontrar e foi quando resolvi que deveria fazer algo a respeito, cansei de esperar por um ‘alguém‘”, relata.

Gostou do resumo? Então entre neste link e conheça o E-book de (In) Verdades – Uma heroína negra mudará tudo. Não gosta de livros digitais? Sem problemas! Só entrar no site oficial da autora e comprar o livro físico, clique aqui.

Ficha técnica

14487271_854434704656206_355006582049734656_n-206x300 Nacional | (In)Verdades - Duologia Brasil 2408, de Lu Ain-ZailaTítulo: (In) Verdades – Série Duologia Brasil 2408

Autora: Lu Ain- Zaila

Número de páginas: 317

Compre aqui

Sinopse: Ena tem um desejo inabalável, se tornar uma oficial das Forças Distritais do Brasil, seu destino foi impactado pelo atentado ao Centro de Investigação Avançada – CIA em 2396, que vitimou o Alto Oficial Amir Dias, seu pai e marcou ela, a mãe Naira e a história brasileira.
A cicatriz que carrega desde aquele dia, lembra o novo relevo brasileiro, alterado pela “Grande Mudança Climática” que alterou o clima sem volta em 2198. Tudo está menor, finito, mas o desejo humano por poder continua inalterado e os recursos HBN (Hidro Bio Naturais) são controlados, pois a fome mostrou o pior do ser humano e esses dias, os brasileiros querem esquecer.
No inconsciente de Ena há um segredo, seu pai antes de morrer a confiou em oralidade, uma verdade que mudará tudo, para além do seu controle e de si mesma, mas para compreender, ela deve retroceder aquele dia, o atentado, pois nunca é tarde para voltar e apanhar o que ficou para atrás.
A Duologia Brasil 2408 é rica em diversidade. A heroína Ena é negra e seus coprotagonistas Naná é indígena, e Wadei é negro e usa próteses.
Também há espaço para a diversidade de orientação sexual, mas está é uma informação a mais em seus legados rumo a um futuro surpreendente.
A representatividade está garantida dentro de um enredo inovador, coerente, político, astuto, misterioso e apaixonante.

Sobre Nadja Moreno

Administradora, professora, blogueira, mãe, leitora voraz. Muitas facetas, uma só alma. Sonho com um país mais leitor, mais crítico, mais evoluído e altruísta.

Deixe uma resposta

Loading Disqus Comments ...
Loading Facebook Comments ...
Pular para a barra de ferramentas