Início / Resenhas / Literatura Nacional / Resenha | Lagoena, o Portal dos Desejos – Laísa Couto

Resenha | Lagoena, o Portal dos Desejos – Laísa Couto

Lagoena-Blog-EscrevArte-1-203x300 Resenha | Lagoena, o Portal dos Desejos - Laísa CoutoTítulo: Lagoena – O Portal dos Desejos

Autora: Laísa Couto

Editora: Draco

Páginas: 272

Fonte: Cortesia da Autora

Skoob

Compre aqui

Sinopse (Fonte: Skoob) Rheita é órfã de mãe e a única neta de um joalheiro falido. Por mais que seu avô tente, os esforços para isolar essa garota de 10 anos do mundo e esconder sua verdadeira identidade são inúteis.
Inteligente e esperta, a curiosidade da garota leva-a a uma descoberta no antigo quarto da mãe. Encontra a metade de um mapa mágico, mas qual seria a relação disso com o desaparecimento de seu pai?
Quando Kiel, o filho gago do sapateiro, faz revelações incríveis a Rheita, juntos partem para uma aventura repleta de segredos ainda maiores, rumo a um outro mundo, Lagoena, a Terra Secreta que corre grande risco de não mais existir.
A menina deverá salvar esse lugar mágico, protegendo o tesouro do mapa da cobiça de um imperador amaldiçoado, enquanto segue o maior desejo de seu coração: encontrar o pai que nunca conheceu.
Lagoena: O Portal dos Desejos é o romance de estreia de Laísa Couto, autora que resgata a magia dos contos de fada em uma história emocionante e envolvente. Quando a verdade da sua vida lhe foi negada, fugir para um mundo fantástico pode ser a única salvação.

RESENHA

Lagoena: O Portal dos Desejos é uma fantasia ágil, emocionante e divertida. Não é muito comum fantasia com tanta fluidez e agilidade como neste livro e para mim isto é um ponto muito positivo.

Rheita é a protagonista desta história. Ela é uma garota de 10 anos que vive quase que totalmente isolada. Órfã de mãe, Reitha não conheceu seu pai e nutre uma enorme curiosidade acerca dos motivos de seu desaparecimento. Seu avô a deixa isolada para protegê-la. Afinal, Reitha possui uma marca na mão que poderia certamente colocá-la em risco na comunidade onde vivem.

Como qualquer jovenzinha Reitha sente-se incomodada e, após se sentir desconfiada quanto ao ajudante de seu avô, acaba por descobrir um mapa mágico e então a aventura começa. Reitha e seu melhor amigo Kiel partem para um mundo totalmente novo para eles, e absolutamente ameaçado.

Em diversos pontos da aventura de Reitha e Kiel a trama soa como um caça ao tesouro. Eles precisam encontrar sete chaves mágicas para acessar o Portal dos Desejos e o que eles encontram pelo caminho é extremamente mágico e diverso. Sem dúvida a autora é uma mente criativa!

A magia nestas páginas é muito presente. A autora não se perde em excesso de explicações e isso torna possível ao leitor enxergar as cenas a partir de sua própria imaginação. Eu, pelo menos, enxerguei tudo com um colorido fantasioso incrível, tal qual sugere a capa (muito bem trabalhada, por sinal). Em diversos pontos tive algum vislumbre de outras histórias de fantasia e magia que conheço, que já li em algum lugar ou que já vi em telas de cinema. É como se a história fosse nova e conhecida ao mesmo tempo… Creio que ela me remeteu a memórias boas de infância. Afinal, eu sempre adorei caças ao tesouro!

Existem muitos mundos dentro do mundo principal, Lagoena, e dentro de cada mundo seus próprios seres incríveis. Mas algo me chamou a atenção e me cativou nestas páginas. São diversos seres e existe, claro, o vilão (ou os vilões) que compõem a história e não poderiam faltar. Mas não há traição por parte daqueles seres que colaboram com Reitha e Kiel. Aqueles que se propõem a ajudá-los realmente os ajudam e fazem a diferença para que a missão de ambos seja cumprida. Particularmente me sinto acalentada por histórias assim, onde personagens podem vivenciar a confiança e o companheirismo com tanta leveza. Não importa que seja fantasia. Não importa que tudo ali seja mágico e extremamente fora da realidade comum. O fato de haver lealdade traz um pouco de emoção para as páginas, que transbordam para o leitor. Adorei!

Falando-se de lealdade, Kiel é um fofo! Me apaixonei por ele. Aquele amigo que todo mundo tem, ou deveria ter, que é sincero e companheiro não importa a situação. Tem uma participação indispensável para o desenrolar da trama e dá para notar que ao longo da história ele amadurece e deixa de ser o menino gaguinho e um tanto medroso, para se transformar num rapaz determinado. Só achei uma pena ele não aparecer lá no finalzinho, após o clímax da história. Queria muito ter lido pelo menos mais uma ou duas páginas sobre ele e sua relação de amizade com Reitha após tanta aventura… :/

A história, como disse no início, não é complicada nem densa. É leve, ágil, de leitura agradável. O final é muito condizente com toda a história e é lindo de se ver. Mostra, mais uma vez, algo importante: não se pode ter tudo. Não se pode escolher dois caminhos ao mesmo tempo. Quando escolhemos um, fatalmente estamos abandonando outro. Não pode ser diferente mas mesmo assim não precisa ser sempre doloroso e complicado. É preciso sabedoria e maturidade para entender que aquilo que deixamos de ter, possivelmente não seria tão expressivo e importante quanto o que temos. Em suma, o livro apresenta várias lições que deveríamos nos lembrar no dia a dia.

A edição da Draco é interessante pois mostra detalhes e cuidados, mas ao mesmo tempo não é uma edição rica. As páginas são decoradas, a capa é linda e muito dentro da história (em determinados momentos fechei o livro e fiquei analisando a capa e fazendo a ligação dela com a trama), miolo em papel pólen. Mas eu creio que as margens poderiam ser um pouco maiores, assim como a fonte e o espaçamento. Quando há esta “economia” de espaço e páginas a edição não proporciona uma leitura muito cômoda. Creio que a história merecia uma nova edição, com nova roupagem.

Enfim, posso dizer que é um livro de fantasia e aventura bem escrito, a autora é uma mente criativa que está no caminho certo e chegou ao universo literário muito bem com esta estreia. Recomendo a leitura para todos os gostos e todas as idades. Aposto que cada um de vocês poderá levar para si algum detalhe desta história emocionante.

Clique AQUI e adquira seu exemplar com os melhores preços. 😉

Sobre Nadja Moreno

Administradora, professora, blogueira, mãe, leitora voraz. Muitas facetas, uma só alma. Sonho com um país mais leitor, mais crítico, mais evoluído e altruísta.

Veja Também

Resenha | Tsara – Ir até o fim do mundo e depois voltar, de Michelle Paranhos

“Quando Mariana nasceu, foi mantida afastada de tudo aquilo que se referia à cultura cigana, …

Resenha | Os Filhos da Tempestade, de Rodrigo de Oliveira

Uma aventura surpreendente, em um dos lugares mais misteriosos da terra. Um grupo de jovens …

Resenha | HQ Quem Matou João Ninguém?

Em um mundo onde a realidade é brutal e monocromática, a esperança de uma vida …

Um comentário

  1. Oi, Nadja,

    Obrigada por participar da parceria.
    Fico contente por ter apreciado a leitura.

    Att.,

    Laísa Couto

Deixe uma resposta

Loading Disqus Comments ...
Loading Facebook Comments ...
Pular para a barra de ferramentas