Início / Espaço Cultural / Divulgação / Flipoços | Bate papo com Ana Esterque

Flipoços | Bate papo com Ana Esterque

  • DSC0847 Flipoços | Bate papo com Ana Esterque

“Será que o amor precisa servir para alguma coisa? ‘Eu não sei’ é uma boa resposta? Acho que o amor basta por si só. Você sente e te engrandece. Te faz crescer, te dá autoconhecimento. Quando você ama alguém ou alguma coisa, a primeira coisa que está fazendo é escolhendo para si. Eu acho que não precisa servir para nada, mas sempre serve” a reflexão, feita pela escritora Ana Esterque após a pergunta de uma espectadora, define bem o tom da palestra ministrada pela jornalista nesta segunda-feira (1º) no Festival Literário de Poços de Caldas (Flipoços).

Delicada e extremamente sensível, Ana foge de todos os aspectos comuns a palestrantes e opta por uma conversa sincera, olho no olho. Longe do palco e próxima do público, caminha entre as cadeiras e responde perguntas.

Sempre com um sorriso no rosto, a impressão que podemos ter é que ela deseja transmitir a mensagem de que está ali pela sede de trocar experiências, compartilhar suas histórias e ouvir a de outras pessoas, nunca para se sobressair ou dar um ar de superioridade perante o público que a assiste.

WhatsApp-Image-2017-05-02-at-10.22.47-203x300 Flipoços | Bate papo com Ana EsterqueA conversa, marcada para o terceiro dia de evento, teve como objetivo principal o lançamento do livro O Amor Não Presta Para Nada, que apresenta textos curtos, ágeis, dinâmicos e de gêneros distintos, e foi publicado pela editora Letramento.

Em contrapartida, aproveitou para falar também sobre tudo aquilo que acredita que precisa ser discutido hora ou outra. Quanto questionada com relação à posição da mulher na sociedade, responde sem titubear. “Quando você é uma mulher e vai para um espaço, você não é aceita num primeiro momento, tem que provar duas vezes a qualidade do seu trabalho para que seja aceita”.

O novo livro de Ana Esterque pode ser adquirido no estande Weblivros virtual, números 71, 72 e 73 da Feira do Livro de Poços de Caldas. As vendas pela internet e outras livrarias devem começar em aproximadamente dez dias.

Sobre Gabriela Bandeira

Jornalista mineira, totalmente apaixonada por literatura nacional e internacional. Autora do livro-reportagem Singularidades – Um olhar sobre o Autismo.

Veja Também

Resenha | Vermelho amargo, de Bartolomeu Campos de Queirós

Vermelho amargo revela uma face diferente do escritor Bartolomeu Campos de Queirós, e o insere …

Resenha | No reino das girafas, de Jacqueline Farid

Uma mulher enfrenta o desejo da separação do companheiro e as dúvidas desencadeadas pelo desejo, …

Iº CIRCUITO YOUTUBERS: AUTORES POÇOS-CALDENSES

Poços de Caldas é conhecida por ser a cidade que mais lê no Estado de …

Deixe uma resposta

Loading Disqus Comments ...
Loading Facebook Comments ...
Pular para a barra de ferramentas